Publicações > Artigo

Compartilhe

Alcançando a restauração florestal custo efetiva através da regeneração natural

A restauração florestal tem o potencial de neutralizar alguns dos profundos impactos globais negativos do desenvolvimento em sistemas ambientais, como a mitigação das mudanças climáticas, promover habitat para a biodiversidade, meios de subsistência sustentáveis ​​para as pessoas, entre outros benefícios.

No entanto, a “restauração ativa”, como o plantio de árvores e preparação do solo, costuma apresentar custos elevados para atingir a restauração florestal em larga escala, enfatizando a necessidade de identificar e avaliar oportunidades alternativas que sejam mais econômicas, para que não sejam uma barreira aos tomadores de decisão no cumprimento das metas globais de restauração florestal.

Nesse sentido, a regeneração natural da floresta é mais econômica do que o plantio de árvores, porém, seu potencial em promover a restauração em escala é pouco conhecido. Nesse estudo, predizemos, mapeamos e quantificamos o potencial de regeneração natural em terras desmatadas na Mata Atlântica brasileira, o que apresentou custos consideravelmente menores se comparados a restauração ativa, mostrando que o planejamento da regeneração natural é a chave para alcançar uma restauração em larga escala econômica.

Colaboradores Relacionados (5)