Sobre

O Instituto Internacional para Sustentabilidade é um think-and-do-tank independente voltado à compreensão da relação entre o homem e demais elementos da natureza

Temos como principal objetivo o uso sustentável da terra, em particular a conservação da biodiversidade, provisão de serviços ecossistêmicos, manejo sustentável do solo, mitigação e adaptação às mudanças climáticas e desenvolvimento socioeconômico dos atores envolvidos nestes processos, buscando assim soluções aos desafios associados ao desenvolvimento sustentável.

O IIS desenvolve pesquisa, capacitação e ferramentas voltadas à implementação de políticas públicas.

Fundado em 2009, com sede da cidade do Rio de Janeiro, o IIS tem participado e oferecido subsídios à Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (CBD) e Mudanças Climáticas (UNFCCC), e a governos nacionais e locais em processos envolvendo diferentes atores. Fazem parte das nossas pesquisas e projetos ações voltadas para a comunicação, divulgação científica e educação, buscando engajar novos atores nas suas pesquisas e tornar suas produções mais acessíveis para público amplo.

Nossa missão é gerar e disseminar conhecimento através de pesquisas de base e aplicadas que contribuam para a transição para a sustentabilidade.

Temos como principais linhas de pesquisa:

1. Inteligência espacial para a conservação,restauração e sustentabilidade
- Otimização multicritério customizada
- Descrição das curvas de compensação (trade-off)
- Cenários para paisagens futuras
- Análises de conectividade

2. Economia da restauração e intensificação sustentável
- Modelos de restauração com ganhos econômicos
- Simulações de fluxos de caixa agrícolas
- Análises de risco no nível da propriedade rural
- Modelos de produção integrada (agroflorestal e floresta-lavoura-pecuária)

3. Valoração dos serviços ecossistêmicos
- Percepções sociais
- Valoração biofísica e econômica
- Qualidade e disponibilidade da água
- Polinização e produtividade das lavouras
- Estoques de carbono

4. Modelagem do uso da terra
- Modelos de equilíbrio parcial
- Modelos baseados em agentes
- Cenários sob mudanças climáticas
- Mitigação de impactos na produtividade na escala da paisagem

5. Análises para revelar padrões locais e globais
- Workshops de síntese
- Meta-análises
- Modelos mecanísticos de sistemas
- Sistemas adaptativos complexos

6. Manejo sustentável do solo
- Análises qualitativas do solo
- Investigação de processos do solo
- Caracterização do biocarvão
- Aplicação de biocarvão na agricultura, pecuária e restauração

7. Dimensões socioeconômicas e do bem-estar humano
- Percepções e motivações das partes interessadas
- Metodologias participativas (entrevistas, grupos focais)
- Produtos da restauração e análises de receitas
- Modelos de geração de renda e impacto nos índices socioeconômicos
- Potencial de pagamento por serviços ecossistêmicos

8. Implementação de áreas piloto
- Manejo integrado de propriedades rurais e da paisagem
- Implementação da restauração e ações de conservação
- Apoio a parceiros locais e extensionistas
- Capacitação para manejo sustentável e educação ambiental
- Comunicação para engajamento e disseminação do conhecimento

Nosso objetivo é consolidar a posição do IIS como um centro de referência internacional em temas relacionados à Ciência da Sustentabilidade

Integra o Centro de Comércio e Meio Ambiente do Fundo de Pesquisa de Desafios Globais.

financiado pelo Fundo de Pesquisa de Desafios Globais (GCRF) do órgão de Pesquisa e Inovação Britânico (UKRI) e liderado pelo Centro Mundial de Monitoramento da Conservação (WCMC), da ONU Meio Ambiente

Integra a Naturemap Earth Initiative ao lado

ao lado do Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados (IIASA), da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da ONU (SDSN) e do Centro de Monitoramento da Conservação Mundial do Meio Ambiente (UNEP-WCMC), com o apoio financeiro da Iniciativa Climática Internacional da Noruega (NICFI)

Participa e oferece subsídios à

Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (CBD) e Mudanças Climáticas (UNFCCC).

Desenvolveu, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente,

o Plano Nacional de Recuperação da Vegetação Nativa (PLANAVEG), e faz parte do Conselho de Coordenação do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica (PACTO)

Participou da elaboração de novo relatório

da Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES)

Liderou o Relatório Temático sobre

Restauração de Paisagens e Ecossistemas da Plataforma Brasileira de Biodiversidade de Serviços Ecossistêmicos (BPBES

Colaboradores Internos (39)

Colaboradores Externos (6)

Parceiros (30)

Agência Norueguesa de Cooperação para o Desenvolvimento Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD) Banco Mundial Centro de Ciências da Conservação e Sustentabilidade do Rio (CSRio) Columbia University Conservação Internacional - Brasil Convenção da Diversidade Biológica Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Escola Superior de Agricultura FBDS Federal Ministry for the Environment, Nature Conservation and Nuclear Safety of Federal Republic of Germany Fundação Gordon e Betty Moore Fundo Global para o Ambiente IIASA Iniciativa Norueguesa Internacional para o Clima e Florestas Iniciativa para Restauração de Ecossistemas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ) Ministério do Meio Ambiente - Governo Federal (MMA) NGI Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo - SMA/SP The Nature Conservancy (TNC) UNEP/WCMC Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) University of Cambridge University of East Anglia USP World Agroforestry Centre World Resources Institute (WRI) World Wide Fund for Nature (WWF)