Publicações > Artigo

Compartilhe

Mais esforços são necessários para implementar e disseminar medidas de proteção para solos tropicais

É necessária uma abordagem centrada no solo garantir a sua provisão de serviços ecossistêmicos e portanto, suportar os ecossistemas que dependem deste recurso. Para proteger o capital natural mais abundante do Brasil e de outros países tropicais, as medidas de proteção – como a incorporação do serviços ecossistêmicos do solo (SES) na tomada de decisões – precisam ser explicitamente consideradas nas políticas e leis ambientais. O artigo liderado pela diretora executiva do IIS Agnieszka Latawiec oferece um amplo entendimento sobre o valor do solo e da importância do seu manejo adequado para a biodiversidade e provisão de bens para a população local e global.

O estudo aborda uma avaliação monetária e não monetária dos SES, e propõe um modelo de comunicação estratégica com os diferentes atores envolvidos no manejo deste recurso. Por meio de tal abordagem, uma gama de partes interessadas pode ser alcançada e mobilizada para encorajar a sustentabilidade do manejo do solo e promover a inclusão do gerenciamento apropriado dos recursos do solo na agenda dos tomadores de decisão.

Figura 1. Solo como base para o funcionamento dos ecossistemas e bens fornecidos ao meio ambiente e aos humanos.

Colaboradores Relacionados (5)

Parceiros Relacionados (1)

University of East Anglia