Publicações > Artigo

Compartilhe

Olhe para baixo – existe uma lacuna – a necessidade de incluir o solo dados na restauração da Mata Atlântica

A consideração dos indicadores de qualidade do solo é fundamental para a compreensão e gestão dos ecossistemas. Apesar da evidência sobre a importância do solo para a provisão de serviços ecossistêmicos locais e globais, como a regulação da água e do sequestro de carbono, o solo continua a ser um aspecto sub-investigado e prejudicado do ambiente. Aqui nós avaliamos até que ponto indicadores de solo são levados em conta na restauração. Nós nos concentramos na Mata Atlântica brasileira, um bioma altamente fragmentado e um hotspot global de biodiversidade. Realizamos uma revisão sistemática da literatura e mostramos que a maioria (59%) dos estudos sobre restauração não consideraram nenhum indicador de solo. Estudos que demonstraram a importância dos indicadores do solo, em sua a maioria reportaram o pH do solo (71%, n = 44), seguido pelo teor de potássio (66%, n = 41) e fósforo (64,5%, n = 40), enquanto o indicador menos reportado foi a retenção de água (6,5%, n = 4). Apenas 40% dos estudos recuperados incluíram informações sobre sites de referência ou da linha de base do projeto.

Colaboradores Relacionados (8)