Publicações > Sumário

Compartilhe

Sumário para políticas públicas: priorização de áreas para recuperação florestal na Amazônia Brasileira

A abordagem utilizada considera os potenciais benefícios da recuperação de áreas desmatadas em termos de conservação da biodiversidade e mitigação das mudanças do clima, bem como a redução dos custos, para identificar áreas prioritárias para a recuperação florestal na Amazônia. Através da formulação e avaliação de cenários alternativos – incluindo tanto cenários que visam maximizar cada benefício ou reduzir os custos individualmente, quanto cenários de conciliação que buscam uma solução ótima e equilibrada entre todos os benefícios e custos – foram descritos os trade-offs e sinergias entre benefícios e custos da recuperação florestal.

Na Amazônia, as áreas que possuem o maior potencial de contribuir para a conservação da biodiversidade são mais caras para se recuperar do que as áreas com maior potencial de mitigação das mudanças do clima, revelando um trade-off significativo entre estes benefícios. O cenário de conciliação entre todos os benefícios e custos se revelou a solução mais custo-efetiva, apresentando: (i) o segundo menor custo total, 6,5% mais caro do que o cenário que visa apenas a redução dos custos; (ii) o segundo maior potencial de sequestro de carbono, 76% do potencial estimado para o cenário que maximiza apenas a mitigação das mudanças do clima; e (iii) o segundo maior potencial de redução do risco de extinção de espécies, 45% do potencial estimado para o cenário que maximiza apenas a conservação da biodiversidade.

Colaboradores Relacionados (17)

Parceiros Relacionados (1)

Federal Ministry for the Environment, Nature Conservation and Nuclear Safety of Federal Republic of Germany