Compartilhe

GEF Terrestre – Estratégias de Conservação, Restauração e Manejo para a Biodiversidade da Caatinga, Pampa e Pantanal

A recuperação da vegetação nativa está, cada vez mais, ganhando espaço na agenda de desenvolvimento sustentável no Brasil e no mundo. É possível demonstrar, através do conhecimento científico, os diversos benefícios ambientais como: aumento e manutenção da disponibilidade hídrica, combate e adaptação às mudanças do clima e preservação da biodiversidade e dos recursos genéticos.  No entanto, ela deve estar inserida em um contexto mais amplo, no qual o desenvolvimento sustentável seja estimulado e que também leve em conta os enormes desafios sociais, nos quais as metas ambientais devem não desviar, mas sim, ajudar a superar. Opções de recuperação de vegetação nativa que promovam também benefícios econômicos, especialmente renda e emprego, devem ser o foco das políticas públicas.

Nesse contexto, o IIS atua na consultoria técnica do Projeto Estratégias de Conservação, Restauração e Manejo para a Biodiversidade da Caatinga, Pampa e Pantanal- GEF Terrestre, que tem por objetivo promover a conservação efetiva da biodiversidade em ecossistemas terrestres, com foco nos biomas Caatinga, Pampa e Pantanal por meio do fortalecimento da gestão de Unidades de Conservação (UCs), da recuperação de áreas degradadas e da conservação de espécies ameaçadas.

A atuação do IIS será voltada à identificação das áreas prioritárias para a recuperação da vegetação nativa nos respectivos biomas, a partir de análise espacial multicritério. Com isso, será possível auxiliar a implementação de políticas públicas e o cumprimento dos compromissos internacionais assumidos pelo país, identificando áreas onde o custo/benefício de recuperação da vegetação é maior, otimizando assim a utilização de recursos públicos e privados e impulsionando a recuperação da vegetação em larga escala no Brasil.

O projeto é coordenado pelo Departamento de Áreas Protegidas daSecretaria de Biodiversidade (DAP/SBio) do Ministério do Meio Ambiente (MMA),  financiado com recursos do Fundo Global para oMeio Ambiente (GEF) e tem o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) comoagência implementadora, além do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO) como agência executora.

 

Parceiros Relacionados (5)

Fundo Brasileiro para Biodiversidade (FUNBIO) Fundo Global para o Ambiente Instituto GAEA Ministério do Meio Ambiente - Governo Federal (MMA) UNEP/WCMC